Governança Condominial

Compartilhe esse post:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Fabio Quintanilha – Gerente Comercial do Grupo Embracon e Especialista em soluções condominiais

Governança Condominial

Termo novo, cada vez mais usado porque define processos eficientes de gestão com transparência envolvendo todas as partes interessadas (síndicos, condôminos e prestadores de serviços), requer manutenção dos processos e avaliação dos resultados.

O objetivo da governança condominial é melhorar o cumprimento da convenção, do regime interno e legislação em vigor, dando a devida atenção à documentação legal e financeira do condomínio. Melhora muito a comunicação interna e a transparência das contas, criando paz entre síndicos e os condôminos.

Para entender melhor isso vamos criar um paralelo.

Qual é a diferença entre uma empresa e um condomínio?

Nos dois existem movimentação financeira e a receita precisa ser maior que a despesa. Para isso é necessário ter planejamento e bons profissionais.  Então qual é a diferença na contratação de um gestor para uma empresa e um para condomínio? 

Eles precisam ter capacidade técnica, saber administrar e negociar, realizar planejamento e ter habilidades de relacionamento. Por isso na Governança Condominial é importante seguir algumas regras.

Estabelecer transparência na administração do síndico
O síndico precisa ter conhecimentos técnicos para entender um pouco de tudo (respeito de responsabilidade civil, fiscal, trabalhista, etc), mas não precisa ser um especialista em tudo. Quantas vezes ao ano a caixa d’água deve ser limpa? É obrigatório a contratação de Seguro Condominial?

O perfil dos condomínios mudaram muito nas últimas décadas, antes eram apenas moradias e hoje se tornaram clubes com toda estrutura completa de lazer, e isso fez o síndico ter que reciclar seus conhecimentos técnicos em estrutura predial, hidráulica, elétrica, jardinagem e paisagismo, segurança, etc. É importante nessa hora buscar o suporte de uma boa administradora para reduzir o risco de condôminos o processarem por mau uso da aplicação dos recursos. Mais que criar um demonstrativo de receitas e despesas (balancete), a administradora precisa conhecer bem a rotina financeira do condomínio, por isso algumas administradoras já atuam com modelo de atendimento exclusivo igual de agência bancárias, isso porque entendem que cada síndico tem um perfil e cada condomínio as suas características específicas. E quanto mais engajamento criar entre os moradores para participar nas decisões, mais transparente é a gestão. Isso traz conforto, segurança e credibilidade ao trabalho do síndico. Porém a decisão e responsabilidade de contratação continua sendo “inteira e exclusivamente” do síndico (artigo 1348 do novo Código Civil).

Criar publicidade para os contratos em aplicativos, enviando por e-mail ou outros canais de comunicação, forma uma imagem muito positiva e transparente da gestão do síndico.
Gerenciamento de contratos

Criar modelos licitatórios de contratação dos serviços com maiores valores, pode
ser uma forma transparente e justa para todas as partes envolvidas. É
necessário estabelecer as características técnicas do que será contratado e para
isso talvez a solução seja contratar uma empresa terceirizada especialista em
resolver aquele tipo de problema, depois criar publicidade e avaliar as propostas,
preferencialmente com uma comissão formada por moradores especialistas no
serviço que está sendo contratado, além dos conselheiros. Ganha quem deseja
prestar o serviço e principalmente os condôminos.

Atenção especial na hora de criar os contratos, é a forma mais segura de garantir
a qualidade do que está sendo contrato dentro dos termos que foi estabelecido.
Na Governança Condominial primeiro o síndico vai assegurar que o fornecedor
trabalhe dentro da legalidade, oferece garantias reais em contrato, verificar se já
executou obras em outros condomínios e definir previamente uma forma de
pagamento segura para as duas partes.
Equilíbrio financeiro

O planejamento é necessário, não importa se ele é superior ao tempo da gestão
do síndico. Por exemplo a pintura predial que deve ser feita em média a cada 5
anos, portanto é preciso realizar o planejamento financeiro dessa obra.
Para realizar a previsão orçamentária é importante considerar não apenas os
serviços de rotina, mas principalmente a idade do condomínio e as possíveis
manutenções que serão necessárias executar naquele ano. Empresas
especialistas em gestão financeira podem ajudar na análise dos balancetes e na
previsão de gastos futuros, definindo até mesmo o que é necessário fazer para
evitar que as despesas sejam maiores que a receita do condomínio, serviço esse
que é terceirizado e auxilia os conselheiros.

Hoje a tecnologia ajuda muito no controle das manutenções periódicas
preventivas. Aplicativos de gestão condominial já alertam não apenas o síndico,
mas os conselheiros e zelador também.

O uso de energia eólica, lâmpadas de led, reaproveitamento da água da chuva,
entre outras soluções inteligentes e tecnológicas pode ser uma solução para
gerar economia no condomínio, mesmo que o investimento inicial seja alto, o
planejamento financeiro é que vai determinar em quanto tempo o condomínio vai
recuperar o valor e vai começar a gerar economia.

Crie um ambiente seguro e amistoso

Alguns condomínios de médio e pequeno porte, por questões financeiras não
conseguem contratar uma vigilância humana 24h, mas existem outras soluções
eficientes que podem atender a necessidade e com investimentos muito
menores como a Portaria Remota e até mesmo um sistema de Monitoramento
Eletrônico 24h com rondas virtuais. Estar aberto para novas soluções
inteligentes ajuda o síndico a decidir qual a melhor melhor alternativa para
determinada demanda do seu condomínio.

Gestão participativa

O seu condomínio é um celeiro de profissionais talentosos. É muito comum
encontrar moradores dispostos a ajudar em determinadas situações o
condomínio, como por exemplo: a segurança condominial por agentes de
segurança pública, na estrutura predial com engenheiros, etc.
Ter o cadastro desses moradores sempre atualizado é importante para manter
o condomínio seguro e também identificar os moradores com essas habilidades.
Crie conexões e relacionamentos

No seu bairro ou até mesmo na sua rua, existem condomínios com as mesmas
necessidades, portanto contrato muitos serviços iguais ao seu condomínio. Crie
relações saudáveis para contratar serviços em escala, por exemplo: contratação
de serviços de limpeza e segurança terceirizados, jardinagem e paisagismo,
pintura predial, etc. Isso também está na moda e chama Economia
Compartilhada.

Uma laranja para dois filhos. Um quer somente a casca e o outro apenas o suco,
porém sem entender a necessidade de cada um a sua decisão em relação a
essa disputa pode não ser a melhor.

Criamos o hábito de centralizar decisões para ganhar tempo, mas envolver
moradores com formação e habilidades profissionais em determinadas decisões
do condomínio, pode aumentar as chances de sucesso quanto principalmente
criar um ambiente de gestão participativa, aumentando a aprovação do síndico
e melhorando a qualidade dos serviços contratados..

Temas como segurança, crianças e pet são muito discutidas entre moradores,
gerar reuniões informais e produtivas para orientar e trocar experiências entre
grupos de moradores pode criar um ambiente mais saudável no condomínio.
Utilizar ferramentas modernas como Mural Digital para informar e conscientizar
ajuda muito a evitar conflitos que geram advertências, multas e até indisposição
entre moradores e a gestão do condomínio.

Vizinhos Solidários Interativo é um ótimo exemplo de programa que une
condomínios em busca de aumentar a segurança no bairro.

Por fim, se você não tiver emoção e paixão por cuidar de pessoas, então você
está na atividade errada. Porque os ganhos é um subproduto, não é o nosso
objetivo.

Fabio Quintanilha
Gerente Comercial do Grupo Embracon e Especialista em soluções
condominiais
gerente.comercial@grupoembracon.com.br
(48) 9698 1800

Compartilhe esse post:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário!
Seu nome