Horta coletiva: como seu condomínio pode contar este espaço?

Muita gente que mora em apartamento sente falta de ter um quintal para colher verduras e temperos fresquinhos. Imagina, então, ter frutas à disposição gratuitamente? A horta coletiva pode proporcionar tudo isso, e de quebra, contribuir para o convívio em condomínio. Montar um espaço desses é mais fácil do que se imagina!

O primeiro passo é apresentar a ideia ao condomínio. Por se tratar de um espaço em comum, é necessário que a implantação da horta seja aprovada em assembleia.

Foi isso que ocorreu no condomínio Artemis, em Blumenau(SC). A ideia partiu de um dos condôminos. Carlos Caresia já trabalhava com hortas comunitárias e desejava implantar também em seu prédio. “É uma oportunidade bacana de colher nossos próprios alimentos. Além disso, o investimento para montar o espaço foi baixo, feito com materiais de fácil acesso e remoção”, comenta.

Segundo Caresia, depois da instalação, a horta passou a ser um ponto de encontro dos moradores. Ele relata, inclusive, que desde a implantação até agora, o grupo de pessoas que ajudam a cuidar da horta já dobrou!

 

Qualquer espaço pode ter uma horta

Horticultor urbano, técnico ambiental e permacultor, Gilberto Raulino explica que é possível montar uma horta em qualquer espaço. “Ela pode ser feita, inclusive, no próprio jardim. Hoje lidamos com vários tipos de plantas comestíveis, o que precisa é quebrar paradigmas quanto aos modelos tradicionais”, avalia.

Raulino diz perceber nos últimos anos uma maior aceitação das pessoas pelas hortas comunitárias. Boa parte atribuída a busca por uma alimentação balanceada e aos cuidados com a saúde. Ele também diz que a definição desses espaços mudou bastante, integrando a paisagem de qualquer área.

 

Aprenda a transformar

Tanto Raulino quanto Caresia vão falar de suas experiências e conhecimentos sobre hortas comunitárias no workshop Síndicos Planning. O evento ocorre dia 18, a partir das 8h, no Instituto Gene.

Além desse assunto, outros sete serão abordados no encontro. A programação envolve vários especialistas, que apresentam técnicas, ferramentas e soluções que permitem destacar o serviço do síndico no mercado condominial.

A programação completa e informações sobre as inscrições você pode conferir clicando aqui.

Outras quatro cidades também receberão o workshop. São elas: Criciúma, Balneário Camboriú, Grande Florianópolis e Joinville. Participe!

 

Dicas para cultivar bem sua horta

– A escolha do local deve levar em conta a incidência pelo menos duas a três horas de sol por dia.

– Para o desenvolvimento das mudas e sementes, é preciso ter solo fértil. O lixo orgânico, descartado pelos condôminos diariamente, pode, se selecionado, servir de adubo para a terra. Depois de armazenados em recipiente separado, o material orgânico é convertido em um material composto, o húmus. Esse processo biológico é chamado de compostagem.

– Ao ataque de pragas e doenças, sempre utilizar meios naturais de controle, como, por exemplo, cinza de madeira para controlar pulgões;

– Utilizar adubos naturais, como estercos, compostos (que podem ser produzidos no próprio condomínio); os restos de comida podem se transformar em adubos, como também aparas de gramas, folhas, galhos, papéis, jornais e outros;

– Escalonar o plantio de forma a ter plantas sempre para serem colhidas, a qualquer período do ano.