Os desafios das áreas comuns do condomínio

A área comum são todos os espaços utilizados por todos os condôminos, e vão desde a garagem e corredores até o salão de festa. Por haver um grande número de pessoas utilizando-os diariamente, seu o controle e a manutenção podem ficar comprometidos.

É importante ressaltar, que o condomínio tem como responsabilidade estabelecer regras para que o uso desses espaços aconteça de forma justa e igualitária. Já os condomínios, têm como direito e dever, fazer o uso desses espaços sem excluir ou perturbar o uso dos outros.

No post de hoje, vamos falar dos principais cuidados que um síndico deve ter, para a conservação e a boa convivência nas áreas de uso comum.

Regras

As regras são fundamentais para a ordem e também para a segurança do condomínio. A definição de espaços, horários, limitação de número de pessoas são indispensáveis. É preciso lembrar que o uso da área comum é uma via de mão dupla, e que o respeito precisa prevalecer sempre.

As vagas de garagem de outros condôminos não devem ser emprestadas para visitantes sem autorização, por exemplo. Assim como a definição do nível do barulho, seja da televisão ou de festas, que também deve ser feita.

Manutenção e limpeza

A limpeza e a preservação dessas áreas é dever de todos. Regras de lixo e dos cuidados com os jardins devem ser constantemente lembradas em pequenos avisos ou placas.

No caso do salão de festas, taxas de limpeza podem ser estabelecidas. Além disso, o condômino deve assumir a responsabilidade de arcar com danos de mau uso, danificação a móveis ou desaparecimento de objetos quando estiver usufruindo dos espaços.

Agendamentos

Os agendamentos de utilização dos salões de festa, quadras e churrasqueiras devem ser feitos antecipadamente e sempre pelo condômino proprietário do imóvel. Além do dia de uso, deverão ser estabelecidos quais serão todos os espaços utilizados pelo condômino e seus visitantes para que não haja nenhum conflito posteriormente.

Vale frisar que a utilização deve acontecer de forma igualitária. Por isso, deve ser ponderada a quantidade de reservas feitas em determinado período por cada morador. Lembre-se que os outros condôminos também tem o direito de usufruir desses espaços de área comum.

Fiscalização

Com o descumprimento de qualquer regra podem ser aplicadas penalidades, por isso necessário a definição de multas e advertências para cada infração. Sendo assim, a fiscalização é de extrema importância para certificar-se do cumprimento das regras, além de garantir que nenhum condômino seja penalizado sem motivo.

Para isso, o síndico pode criar uma equipe para o monitoramento e inspeção. Para auxiliar no controle, a elaboração de um checklist de objetos para a verificação dos itens utilizados pode facilitar esse processo.

Gostou desse conteúdo? Tem muito mais! Fique por dentro de tudo sobre gestão condominial no Síndicos Planning.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário!
Seu nome