Saiba como ter uma horta coletiva no condomínio

Compartilhe esse post:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Ter uma horta coletiva no condomínio pode trazer grandes benefícios aos moradores. O maior deles é a possibilidade que os condôminos têm de passar a consumir produtos frescos e orgânicos, sem precisar investir um custo alto nisso. Ou seja, a alimentação tem muito a ganhar!

Além disso, a horta comunitária também proporciona o senso de união e compartilhamento, ensinando tanto os moradores adultos quanto as crianças a dividir e cuidar juntos de algo importante. Mais uma grande vantagem é que, por conta desse cuidado em conjunto do espaço, a horta proporciona momentos de convivência entre os vizinhos.

Já se interessou pela ideia de ter uma horta coletiva no condomínio? Então vem com a gente e descubra tudo o que é preciso para realizar esse projeto:

  1. Aprove a ideia com os moradores

Assim como todos os outros projetos e ações do condomínio, é preciso que essa ideia tenha adesão da maior parte dos moradores.

Apresente a ideia a todos, mostre como ela pode trazer benefícios à comunidade e, por fim, convoque em assembleia a votação para aprovação desse projeto.

 

  1. Escolha o melhor local

Após aprovado, podemos começar a pensar em toda a logística para a construção da horta. Um dos primeiros pontos a ser considerado é a escolha do lugar onde estabelecer a horta.

Vale lembrar alguns pontos importantes para isso:

– É interessante que o local escolhido receba uma boa quantidade de sol por dia.

– Que ele também possa receber água da chuva.

Se o seu condomínio conta com bastante espaço, a escolha é mais simples. Basta selecionar uma área verde que ainda não tenha vegetação. Já para condomínios com pouco espaço, uma boa alternativa é criar pequenos canteiros espalhados ou então cultivar as plantas em vaso, no formato de horta vertical.

 

  1. Estabeleça as regras para uso da horta coletiva no condomínio

Por se tratar de um projeto coletivo e envolver diversas pessoas, é essencial estabelecer regras para o uso da horta. Dessa forma, evitam-se brigas e desentendimento entre moradores.

Alguns quesitos importantes para estabelecer as regras são:

– Cuidar para que a horta não fique nem muito seca, nem muito molhada (organização da manutenção) e

– Em épocas de colheita, estabelecer quando, quem e como pode colher as plantas da horta. Ex: marque um dia e horário para a colheita, para que os moradores se organizem.

Ainda assim, vale lembrar: a horta é comunitária e é importante dar liberdade para caso as pessoas precisem retirar algo específico em outros momentos.

 

  1. Selecione as plantas a serem cultivadas

A escolha das espécies a serem plantadas vai depender da profundidade do solo, da época do ano e da região em que você vive.

É interessante também pensar em plantas que são usadas pela maioria das pessoas em casa, como frutas e verduras, temperos e por aí vai.

Não esqueça de escolher sementes e mudas certificadas e de qualidade. Isso garantirá a qualidade e manutenção da horta.

 

  1. Realize a manutenção da horta

Outro ponto essencial é a manutenção constante do espaço.

A manutenção, como já falamos, deve ser feita com uma frequência. Para isso, é importante selecionar um responsável para a horta, seja ele um morador voluntário ou um funcionário do condomínio.

Durante a manutenção, é importante lembrar de:

– Retirar plantas daninhas;

– Regar as plantas todos os dias;

– Observar para o caso de alguma parte da horta estiver sendo danificada.

Compartilhe esse post:
Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin